Literatura Infantil: Fevereiro 2011

domingo, 27 de fevereiro de 2011

DVD Galinha Pintadinha 2

Mamãe em novembro eu deixei uma dica no blog o DVD Galinha Pintadinha 1 http://rute-rute.blogspot.com/2010/11/baratinha-dvd-galinha-pintadinha.html

Agora deixo como dica o DVD Galinha Pintadinha 2, o DVD Galinha Pintadinha 3, já está nas lojas.
As crianças vão adorar, fica aí a dica!!!

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Quarta-feira: Respondendo na Literatura-35






















Comentário: Olá, seu blog é ótimo, parabéns. Poderia me dizer qual é a sua visão da importância da criança ouvir história? Mandei-lhe e-mail, espero sua resposta.
Bjs Adriano
26 de janeiro de 2011 13:53
_______________________________________________________________
Rute: Olá Adriano, obrigada pelo elogio e o carinho seja sempre bem vindo a Literatura, já respondi seu e-mail. Respondendo sua pergunta:
__É muito importante para formação de qualquer criança ouvir histórias e quando ela é provocada na literatura, será uma atenta leitora capaz de recriar realidades.
Como contadora de história infantil a minha intenção é proporcionar à criança que ouve a história, imaginar, fantasiar e desenvolver o gosto de querer sempre ouvir e ler mais e mais histórias para tornarem críticos e bons leitores.
Adriano qualquer dúvida estou a sua disposição!
Beijinhos
Rute Beserra.
obs: contando histórias com meus amigos fantoches para às crianças. (vide foto acima).
Aonde estou?Atrás da casinha ajudando os fantoches se apresentarem, as crianças.
Imagem: Foto do Arquivo Pessoal

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Indicações de Dil Santos: A princesa que não tinha reino - Você está triste, ursinho?


Quem acompanha , meu blog sabem que o meu querido amigo blogueiro Dil Santos, sempre indica livros para a Literatura Infantil, ao qual eu fico muito contente com suas indicações.
Antes de postar no blog, procuro ler os livros.
E confesso a vocês que amei. Deixo como indicações para papai e mamães e até mesmo os professores.
A Princesa que Não Tinha Reino
Sinopse: Era uma vez uma princesa, que tudo que ela possuía era um pônei, uma carruagem e um guarda-chuva vermelha para protegê-la da chuva. O que ele não tinha era bem materiais, mas possuia, educação e inteligência, qualidades que as tornava mais atraente. Uma princesa moderna em busca de amor verdadeiro.
Editora: Caramelo
Autor: Ursula Jones& Sarah Gibb
Origem: Nacional
Ano:2010
Edição:1
Número de páginas:32
Acabamento:Brochura
Formato: Médio
_____________________________________________________________
Sinopse: A vovó Ursa se foi pra sempre, e o ursinho seu neto ficou muito triste.
Sua mãe sabiamente sugere que talvez a mata virgem possa ajudá-lo entender sua perda. Na mata ele faz descobertas que lhe traz conforto e esperança.
Título: Você está triste ursinho
Autores: Rivitt,Rachel
Editora: SBN
Número de páginas:29
Hein amigos visitem o blog do Dil Santos tenho certeza que vocês vão gostar.
Obrigada Dil, beijos meu querido!


sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Bom final de semana a todos!!!

Beijos
Rute Beserra.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Quarta-feira: Respondendo na Literatura -34


E-mail: Rute, tudo bom? Parabéns pelo lindo blog. Gostaria de saber se você conhece o escritor Flávio Carneiro, se conhecer poderia passar informação sobre ele, sei que ele escreve livros infantis.
Certa de sua resposta, agradeço-lhe, beijos
Célia
______________________________________________________________
responder rutebeserra para Célia mostrar detalhe 05 de fev (11 dias atrás)

Aprendizagem

-Mãe , cabelo demora quanto tempo pra crescer?
-Hã
-Cabelo está sempre crescendo Beatriz, é que nem unha.
A comparação deixa a menina meio confusa, ela não está preocupada com as unhas .
-Todo dia, mãe?
-É, só que a gente não repara.
-Por quê?
-Porque as pessoas têm mais o que fazer não acha?
A menina não sabia se essa é uma pergunta tipo que precisa ser respondida ou é daquelas que a gente ouve e pronto. Prefere não responder.
-Você é muito ocupada, não é mãe?
-Hã
-Nada não...
A mãe termina de passar a roupa e vai guardando tudo no armário.
Enquanto isso Beatriz corre até o quartinho de costura, pega a fita métrica e mede novamente o cabelo com todo cuidado do mundo, pra ficar parecido com o da mãe, mas a verdade é que ficou meio torto.
"Nada, não cresceu nada" ela concluiu, guardando a fita e já tem uma semana.
Depois volta para onde está a mãe, que agora lustra os movéis.
_Mãe existe alguma doença que faz o cabelo da gente não crescer?
-Mas de novo essa conversa de cabelo? Não tem outra coisa pra pensar não criatura?
Sobre essa pergunta, não há dúvida, é do tipo que não deve responder.
A mãe continua trabalhando precisa se apressar, dali a pouco a patroa chega da rua e o almoço nem está pronto ainda.
-Mãe
- O que foi?
-É que eu estava aqui pensando...
-Pensando o quê?
Beatriz não respondeu, esperou um pouco tentando achar as palavras curtas.
-Vai fala logo!
-Quando a gente faz uma coisa sabe, e não dá mais para voltar atrás entendeu?
-Não, não entendi.
Ela abaixa acabeça, dá um tempinho e resolve arriscar:
-Então, se você não entendeu, posso continuar perguntando sobre o cabelo?
-Ai meu Deus!
Beatriz deixa a mãe trabalhando e vai procurar de novo, sua boneca.
Pega a boneca no colo e diz no ouvido dela:
-Não liga, não cabelo de boneca é assim mesmo, cresce devagar viu?
E com carinho disse:
-Foi minha mãe que me ensinou.

Autor: Flávio Carneiro (roteirista, ensaísta e professor de Literatura.
Conheça mais sobre o trabalho dele: http://www.flaviocarneiro.com.br/

Célia, obrigada pelo carinho, seja sempre bem vinda a Literatura. Qualquer dúvida estou a sua disposição!
Beijos
Rute Beserra.

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Mil oitocentos e oito

Um ex-aluno uma vez comentou sobre esse livro (vide foto acima), falou tão bem do livro, que a curiosidade aumentou. Mas nunca tinha tempo para ler, por causa da leitura de outros livros.
Até que finalmente , essa semana eu li o tão falado livro.
Indico , ótima leitura o livro conta história de uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta que enganaram Napoleão e mudaram a história de Portugal e Brasil.
Imagine que num dia qualquer, nós brasileiros acordássemos com a notícia de que a Presidente da República havia fugido para Australía. E sobre proteção de aviões de forças aérea dos Estados Unidos, com ele teriam partido todos os ministros, juizos, deputados, senadores e alguns maiores líderes empresariais.
E mais, a essa altura, tropas da Argentina já estariam marchando para Urbelândia no Triângulo Mineiro a caminho de Brasília.
Parece assustador não é mesmo?
Recomendo o livro , prende atenção do começo ao fim.
Edição Juvenil Ilustrada
1808
Autor:Laurentino Gomes
Ilustração: Rita Bromberg Brugger
Ed. Planeta Jovem

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Comunicado

Devido a mudança de cargo como também do local de trabalho. Não foi possivel responder o e-mail do leitor, como também pesquisar a dúvida do mesmo. Por esse motivo o respondendo na Literatura as quartas-feira estará ativo na proxíma semana.
Logo contarei a novidade do novo cargo aos amigos e leitores.
Grata pela compreensão de todos.
Beijos
Rute Beserra.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

É hora de imaginar...


"Jogos teatrais permitem que as crianças aprendam e desenvolvem a linguagem corporal."

A capacidade de fazer de conta é uma das características mais relevantes da infância pois está diretamente ligada ao desenvolvimento intelectual e fisícos dos pequenos.

Quando imagina que é um policial à procura de bandidos a criança elabora respostas as distintas situações, que surgem e, ao pôr em prática seu personagem estabelece movimentos que ampliam a consciência e a expressão corporais. Por isso, os jogos teatrais são uma ótima maneira de desenvolver a relação da criançã com o próprio corpo com o do outro e com o espaço.

Eles são jogos de construção em que a consciência do "como se é" trabalhada de forma gradativa em direção a articulação da linguagem artística teatral.

No processo de construção dessa linguagem, a criança estabelece com seus pares uma relação de trabalho combinado a imaginação drámatica com a prática e a conscência na observação da regra. Explica Ingrid Dormien, que leciona Teatro Aplicado a Educação na Universidade de São Paulo(USP) e é coordenadora de Projetos da Escola de Educadores.

Fonte: Revista Nova Escola. Abril 2010. Pág.51

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Quarta-feira: Respondendo na Literatura -33
















E-mail: Rute, tudo bom? Em primeiro lugar quero lhe dizer que o seu blog é dez.
Muito informativo, claro e objetivo e é muito gostoso de estar aqui, parabéns.
Rute sou leitor da Literatura Infantil,acompanho o seu blog, lembro que em dezembro vc, mostrou o cenário do nascimento do Jesus. Lembro que era um negro, um oriental e outro europeu. Minha pergunta é porque pediu para confeccionar nessas raças?
Beijos, obrigado pela resposta.
Murilo A.
_______________________________________________________________
responder rutebeserra para Murilo mostrar detalhe 15 de jan (18 dias atrás)
Olá Murilo, tudo bom? Obrigada pelas suas palavras, seja sempre bem vindo a literatura.
Antes de pedir a querida Marcia Hangai, que confeccionasse o cenário, eu pesquisei sobre os reis magos .
Melchior -rei da Pérsia, Gaspar-rei da Índia, e Baltazar rei da Árabia. Pegamos imagens de como seriam as pessoas dessas cidades. Depois das pesquisas, resolvemos que seriam um negro, oriental, e europeu, por isso foi confeccionado dessa maneira. E depois de prontos ficaram uma graça(vide foto acima). E posso lhe dizer que eles fizeram sucesso no cenário viu, rsrs....
Espero que eu tenha respondido , qualquer dúvida estou a sua disposição.
Beijos !
Rute Beserra.
Imagem Foto Arquivo Pessoal

Design by Juliana Garcia