Literatura Infantil: Maio 2014

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Bom final de semana

Desejo a todos os amigos(as) um ótimo final de semana!
Beijos
Rute Beserra.
IMAGEM DO GOOGLE

sábado, 24 de maio de 2014

Fotos- Contação de História-Livraria da Vila- Moema

Hoje a tarde eu e Seni  Araújo contamos história na Livraria da Vila em Moema.
Nooossa!Que legal! Amei a presença de todos!


Agradeço a presença do bebê Isaías, que lindo!!
Agradeço a mamãe Renata, pela autorização da postagem da foto.


IMAGEM:Fotos Arquivos Pessoal

sexta-feira, 23 de maio de 2014

E o ganhador do livro: Junior e os Biscoitos de Zumbis foi:


Fernando Pires ilustrador   15:28( Há 2 horas)


para mim
Oi, Rute.
 Eu escolhi as Meninas do 5º ano fundamental:
Resposta vencedora:
“Queremos participar também,Rute.
Bem ao comermos o biscoito de Zumbi, com certeza estaríamos ao lado do Justin ( lindo maravilhoso) e do Junior do livro
Meninas do 5º ANO”

Escolhi essa resposta porque ela tem muito a ver com as “propriedades” do biscoito de gergelim da história. As meninas foram clarividentes. É claro que não tem a ver com o Justin, mas mesmo assim elas acertaram.

Mais uma vez eu quero te agradecer, Rute por tanta simpatia e dar os parabéns pelo seu trabalho
Beijos,
Fernando


Eu que agradeço Fernando pela parceria  :entrevista e sorteio.

Agradeço a todos(as) amigos(as) pelas respostas , divertir muito. Imaginei, todos, em uma sala dando sugestão sobre o biscoito com boas risadas.

Meninas , parabéns entrarei em contato  para enviar o livro pelo correio.
Beijos
IMAGEM: FOTO ARQUIVO  PESSOAL

terça-feira, 20 de maio de 2014

Convite- Livraria da Vila

Loja  Moema 
Av. Moema 493 - Moema |  Telefone:  (11) 5052-3540

sábado, 24 de maio de 2014
ATIVIDADE INFANTIL
CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

VELHINHA QUE DAVA NOME AS COISAS, A
Autor(a): CYNTHIA RYLANT
Ilustrador(a): KATHRYN BROWN
Tradutor(a): GILDA DE AQUINO
Com: Rute Beserra
Editora: BRINQUE BOOK
Distribuidora:BRINQUE BOOK

Horário: das 16h às 17h
Local:  SUPERIOR

domingo, 18 de maio de 2014

Fotos: Contação de História-BOCA DO CÉU-2014

“Contar histórias é revelar segredos, é seduzir o
Seni e Rute contando Histórias
ouvinte e convidá-lo a se apaixonar... pelo livro...pela história ... pela leitura."


Foto oficial dos contadores de História que participaram do evento.
 Que tarde maravilhosa , passei com todos vocês amei conhece-los(as)!
Agradeço a equipe  do Boca do Céu, (Encontro Internacional de Contadores de História) pela oportunidade  de  uma  semana  com oficinas maravilhosas, lindas histórias dos queridos amigos contadores. Que venha Boca do Céu 2016!!!



IMAGEM: Foto Arquivo Pessoal



quarta-feira, 14 de maio de 2014

Boca do Céu - Caravanserai

No sábado, 17 de maio, o Auditório Ibirapuera recebe a apresentação do Boca do Céu – Encontro Internacional de Contadores de Histórias, que acontece de 12 a 18 de maio.
O evento, em sua sétima edição, pretende reunir contadores de histórias, atores, educadores, bibliotecários e todos aqueles que têm interesse na arte narrativa em diferentes atividades que propiciam o contato com a arte da narração de histórias.
Caravanserai era o nome dado na Antiguidade a grandes estalagens na entrada das cidades onde, antes de seguir viagem, mercadores de diversas partes do mundo passavam a noite relatando suas descobertas e aventuras. O espetáculo leva esse nome porque revisita essa tradição, reunindo convidados nacionais e internacionais.
A apresentação de sábado terá a participação de Antonio Carrasqueira, Regina Machado, Paulo Freire, Sergio Pererê, Thomas Howard, Gabriel Levy, Estevão Marques e Lucilene Silva, além das crianças da OCA – Escola Cultural, da moçambicana Lenna Bahule e do canadense Dan Yashinsky. O repertório reúne narrativas retiradas das Mil e uma Noites, dos cordéis, de causos, contos e cantigas populares brasileiros, como o espetáculo de abertura Afisiré Aldeia.
O evento também terá atividades no Itaú Cultural entre os dias 13 e 18 de maio
Boca do Céu sábado 17 de maio de 2014 às 19h duração: 120 min (aproximadamente)
gratuito [os ingressos serão distribuídos uma hora e meia antes da apresentação]
[classificação indicativa: 10 anos]

Sorteio  do livro de Literatura Infanto Juvenil  de Fernando Pires
clique no link e veja como participar:
http://rute-rute.blogspot.com.br/2014/05/entrevista-fernando-pires.html

terça-feira, 13 de maio de 2014

E o ganhador do livro: O tesouro Encontrado Por Acaso foi:

Marco DePaiva ;

11 de mai (Há 2 dias)
para mim
Bom dia, Rute. 
Bom, todas as frases foram divertidas... Gostei do post, foi bem bacana. E muito bom te conhecer, agradeço pela oportunidade e quem sabe venha participar do Flic, em setembro.
Escolho a resposta do Giba: Uma caixa cheia de bolinhas de gude. Parabéns, Giba! Acertou de primeira.
Grande abraço
Marco DePaiva

Eu que agradeço a parceria Marco. Parabéns Giba, entrarei em contato  para enviar o livro pelo correio.
Agradeço a todos que participaram, enviando suas frases e e-mails
Fonte: Foto Arquivo Pessoal

sábado, 10 de maio de 2014

ENTREVISTA -Fernando A. Pires


Capa do Livro: Junior e os Biscoitos de Zumbis
Autor: Fernando A. Pires
Editora: Callis


Entrevista
Literatura Infantil: Em primeiro lugar agradeço a você por ter concedido a entrevista para o blog. Em segundo lugar é um prazer como Contadora de História conhecer novos escritores!

Fernando: Eu que agradeço a oportunidade, Rute. Blogs como o seu têm um papel muito importante para a literatura.

Literatura Infantil: Quando começou sua paixão por desenhos?
Fernando: Essa pergunta acho que é a mais difícil de ser respondida, porque eu simplesmente não  me lembro quando comecei a desenhar. Eu tinha uns 5 anos e meus pais contavam que eu vivia rabiscando as paredes quando eu ainda era bebê... e que apanhava muito por causa disso. Se for considerar esses rabiscos na parede como desenhos, então acho que sempre desenhei. Falando assim parece que sou compulsivo por desenho. Não é bem assim. Hoje o desenho pra mim é uma forma de desenvolver uma ideia. Quando as palavras não são suficientes pra isso então eu parto pro desenho.


Literatura Infantil: Você já fez várias ilustrações para outros livros de escritores, poderia me dizer nome de alguns deles?
Fernando: Eu tive o prazer de ilustrar livros de alguns escritores incríveis como o Daniel Munduruku, a Sandra Pina... ilustrei um livro chamado Simplesmente ler para a poetisa Edith Chacon Theodoro, também da Callis Editora, que é muito bonito. Ilustrei para a Glaucia Lewicki, a Yolanda Reyes, e tive a honra, e também a responsabilidade, de ilustrar para a Tatiana Belinky.



Literatura Infantil: Como começou sua paixão pelos livros?
Fernando: Essa paixão começou depois do desenho, isso eu me lembro. Foi com as histórias do Júlio Verne. Eu acabava de ler uma história dele e queria escrever a minha. É claro que acabava usando quase a mesma ideia do livro dele, então desistia logo, porque achava que ele já tinha escrito e estava bem melhor do que a minha ideia.
Em casa tinha uma estante bem grande e bem recheada dos meus irmãos mais velhos e aquela quantidade grande de livros era uma companhia muito importante pra mim. Eu falo dessa estante de livros num livro que eu escrevi chamado O Urso. Sem dúvida essa estante influenciou muito a minha preferência pela leitura.

Literatura Infantil: Quantos livros escreveu até o momento?
Fernando: Publicados eu tenho 6. Um deles (O menino que queria abraçar as baleia) eu ilustrei juntamente com a minha filha quando ela tinha dez anos. E outro, Japa e a lenda dos Koinobori, eu escrevi em pareceria com a minha esposa). Nesse livro nós tivemos que desenvolver todas as ideias somente com as palavras porque ele não tem ilustrações.

Literatura Infantil: Que autores influenciaram sua forma de escrever?
Fernando: Eu admiro muito o Roald Dahl (Fantástica fábrica de chocolates entre outros) pelo seu modo de se aproximar do leitor. Com certeza ele é uma influência pra mim. Gosto muito do Saramago também e de poetas como Fernando Pessoa e Walt Whitman, pela profundidade e intensidade de suas palavras. É claro que não chego nem perto deles, mas não é por causa disso que eu vou deixar de tentar...

Literatura Infantil: No seu entender, qual o papel da escola e da família na formação do leitor?
Fernando: Eu penso que a família é fundamental para formar um leitor. Ler para uma criança é uma via de duas mãos. A criança sente que faz parte de algo maior quando a mãe ou o pai ou um avô lê para ele. Está provado que ela sente prazer com a contação de histórias (você que é especialista nesse assunto pode falar melhor do que eu). E por outro lado o adulto sente algo indescritível. É realmente uma experiência fundamental para o ser humano ler para uma criança. Eu posso dizer que comecei a escrever de verdade (sem me importar se o Júlio Verne já tinha escrito melhor ou não) depois de tanto lermos para nossa filha, ainda no berço. Já a escola eu não encaro da mesma forma, ela pode até ser prejudicial para o futuro leitor, se o processo for mal conduzido e o livro for encarado como uma obrigação para tirar nota. Vai depender de um bom professor mostrar para o aluno, e futuro leitor, como o mundo se abre para um leitor consciente.

Literatura Infantil: Alguma experiência engraçada, curiosa ou dramática ocorrida devido algum texto que você escreveu?
Fernando: Uma experiência um pouco recorrente acontece quando eu faço conversas do leitor com autor em escolas. Várias crianças já me perguntaram se eu tinha realmente abraçado uma baleia! Ou se eu conhecia aquele menino que queria abraçar a baleia. Eu costumo responder que de certa forma eu já havia vivido aquilo que estava escrito. Esse tipo de curiosidade me mostra como o trabalho do escritor, do ilustrador, do editor (enfim de todo mundo ligado à literatura infantil e juvenil), é uma coisa muito séria. Não se trata somente de contar histórias, mas sim, transmitir vivências.


Literatura Infantil: Pra você, o que um bom livro infantil precisa ter?
Fernando: Ele precisa ser pensado para o leitor a que se destina. Parece óbvio isso, mas nem sempre acontece, por incrível que pareça. A criança precisa bater o olho e gostar, então é nosso dever saber o que está se passando na mente dela, saber suas preferências, seus desejos, seus medos, conhecer a sua realidade e a partir disso criar um mundo onde a criança possa viajar e aí sim expandir o seu mundo.

Literatura infantil: Como você enxerga a explosão dos livros digitais?
Fernando: Eu vejo com bons olhos. Eu sou daqueles que acreditam que o livro digital não chegou para substituir o livro tradicional de papel, pelo contrário ele veio para somar, tendo outras características, outros recursos que devem ser explorados para ajudar ainda mais a contar nossas histórias.

Literatura Infantil: Vamos falar do  Júnior e os Biscoitos do Zumbis, título interessante e ao mesmo tempo gera uma certa curiosidade  pela ilustração da capa. Já conversei com escritores que primeiro faz a ilustração, depois a história. E com você, como é esse processo de ilustração e história?
Fernando: Nos meus livros anteriores, havia uma clareza muito grande. Primeiro eu criava a história. Depois que ela se sustentava, eu partia para as ilustrações. No caso do Júnior e os biscoitos de zumbis ele era pra ser uma história em quadrinhos. Eu comecei escrevendo e desenhava esboços ao mesmo tempo. Então começou a ficar caótico porque a história crescia muito e eu não tinha tempo de esboçar tudo o que acontecia. Eu queria fazer tudo junto e é claro que não rolava, nem uma coisa nem outra.  Até que a história cresceu tanto que eu parei de esboçar pra me dedicar à história. Eu só esboçava algum desenho quando partes do enredo não pareciam muito claras. Nessas horas uma ilustração podia mostrar um caminho para história. Mesmo não sendo mais uma HQ, o livro tem mais de duzentas ilustrações, o que é bastante para um livro tradicional. O Júnior, o personagem principal, é uma criança igual a qualquer criança, com muita imaginação e que gosta de desenhar e de brincar com os amigos. O que acontece é que ele deixa a fantasia tomar conta de tudo à sua volta... e o pior é que ele nem sempre está totalmente errado em suas intuições. Ele tem certeza que existe um vilão no bairro que está transformando algumas pessoas em zumbis, todas as evidências (notícias de telejornais, cinema, gibis, acontecimentos estranhos no bairro) levam pra isso. E quanto mais ele fuça pra descobrir a verdade mais coisas inexplicáveis ele descobre. Inexplicáveis e muitas vezes fantásticas, mas sempre coisas que acontecem todos os dias em qualquer cidade grande. O Júnior é uma criança de cidade grande, que recebe influências da mídia e da própria cidade e seus personagens, aí a sua imaginação junta tudo isso e cria um outro mundo. É isso o que me interessa contar através de texto e de ilustrações.

Literatura Infantil: Como os leitores podem conhecer seu trabalho?
Fernando: Para ter uma ideia do meu trabalho eu tenho um blog (http://fernandoantoniopires.blogspot.com)que eu uso para divulgá-lo. Lá eu tenho mais de uma centena de ilustrações, esboços, além de indicações dos meus livros. Para conhecer um pouco do universo do Júnior você pode acessar também http://junioreosbiscoitosdezumbis.blogspot.com.br
Mas para conhecer mesmo o meu trabalho como autor só lendo meus livros.


Literatura Infantil: Bate- bola
Uma Lembrança: minha primeira bicicleta

Um sabor inesquecível: pipoca no cinema

Uma saudade: um gatinho da minha infância que precisou ser sacrificado.

Curiosidade: eu precisei ilustrar o Júnior com as duas mãos. No livro eu tinha que reproduzir desenhos que o personagem Júnior fazia, e eu não chegava num resultado bom com a mão direita (eu sou destro). Eu tentei com a mão esquerda e achei que aquele sim era o desenho de outra pessoa.

Um lugar: minha casa

Uma paixão: música

Um livro: Folhas de Relva, Walt Whitman

Uma canção: Hey Jude, The Beatles

Um sonho: ser músico

Um (a) escritor (a): Saramago

Um (a) ilustrador(a): Darcy Penteado.


Literatura Infantil: Agradeço seu tempo e disponibilidade para responder as perguntas.
Fernando: Eu que agradeço a você, Rute e aos seus leitores pela oportunidade e pela paciência comigo.




Leitores dia 24/05 Fernando estará lançando seu livro na Livraria Cultura. Conj Nacional
Avenida Paulista 2073 –Bela Vista.

Literatura Infantil em parceria com o autor do livro estará sorteando um livro.
COMO PARTICIPAR DO SORTEIO:
Responda-me a pergunta:
Qual a ocasião ideal para saborear um biscoito de zumbis?
-

Todas as respostas será enviada ao escritor para que ele escolha 

Você deve  residir em território nacional( ou possuir um endereço para entrega no Brasil),Responder  a pergunta no comentário dessa postagem  e enviar seu endereço de e-mail para rutesb@gmail.com
 O ganhador receberá o livro em sua casa. Entrarei em contato, para o enviar o livro através do correio.

O resultado sairá na sexta-feira, dia 23/05 aqui na Literatura.


terça-feira, 6 de maio de 2014

Sorteio do Livro: O TESOURO ENCONTRADO POR ACASO

O escritor  Marco Paiva, concedeu  entrevista  para a Literatura.

 E junto com  a entrevista presenteou-me a mim e a meus leitores com seu livro: "O TESOURO ENCONTRADO POR ACASO"
Editora: Livros e Books

"O livro conta história de Pedro Miguel que estava de férias escolares, sem nada para fazer, subiu na pedra para contemplar os últimos raios solares. Ao descer da pedra e caminhar pelo pasto verde-amarelo, sentiu um leve tropeço, imediatamente  olhou para o chão com curiosidade. Tateando o capim encontrou algo que parecia uma quina. Tentou cavoucar o chão, mas não conseguiu, a caixa estava enterrada na terra..." 






COMO PARTICIPAR DO SORTEIO:
Responda-me a pergunta:
-O que será que tem dentro da caixa? Jóias, figurinhas,jogo de botão, bolinhas, etc...

Todas as respostas será enviada ao escritor para que ele escolha 

Você deve  residir em território nacional( ou possuir um endereço para entrega no Brasil),Responder  a pergunta no comentário dessa postagem  e enviar seu endereço de e-mail para rutesb@gmail.com
 O ganhador receberá o livro em sua casa. Entrarei em contato, para o enviar o livro através do correio.

O resultado sairá na terça-feira, dia 13/05 aqui na Literatura.
















Obrigada  Marco
Um abraço
Rute Beserra
IMAGEM: Foto Arquivo Pessoal

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Eric Carle é destaque no estande da Callis na Baby Bum



A editora leva charmosas histórias para a edição 2014 da feira infantil
 
A Callis editora vai marcar presença na próxima edição da Feira Baby Bum, que acontece entre os dias 22 e 25 de maio, em São Paulo. Do autor de sucesso internacional, Eric Carle, a Callis leva para os leitores, encantadoras obras como “Uma lagarta muito comilona”, que por meio de repetições, ajuda a criança a memorizar os dias da semana e os números de 1 a 5.

Além dele, em o “Senhor Cavalo-Marinho”, o leitor irá encontrar uma deliciosa história que mostra como a participação ativa dos pais é importante no desenvolvimento de seus filhos.

Já na obra “Da cabeça aos pés”, os pequenos verão movimentos que não só os humanos, mas os bichos também sabem fazer. O título “O artista que pintou um cavalo azul”, por sua vez, vai falar sobre a relação entre cores, animais e a arte de pintar e o livro “A joaninha mal-humorada” vai apresentar como é importante saber compartilhar e respeitar o próximo.
Ainda, os visitantes poderão aproveitar o livro “Isso eu sei!”, de Moni Port, com suas páginas recheadas com um pouco de tudo, desde objetos, passando por alimentos, até animais e itens de cozinha. A cada página o pequeno leitor vai se surpreender e descobrir coisas novas e suas denominações.

Já o lançamento, “A Ponte, de Eliandro Rocha, vai encantar os leitores com suas adoráveis ilustrações e com a historia do simpático coelho Nestor. Você não poder perder!

A feira é voltada para a venda direta de produtos como roupas, decoração e brinquedos, para o público infantil, além de trazer, também, muitas atividades para os pequenos. Saiba mais sobre o evento visitando o site:http://www.babybum.com.br/sao-paulo

Serviço:                                            
Baby Bum
Data: 22 a 25/5
Horário: 10 às 20h
Local: Vila dos Ipês - Av. Mofarrej, 1505 – Vila Nova Leopoldina
        

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Encontro Internacional de Contadores de História-Estarei Lá

 Estarei participando do Boca do Céu, contando histórias dia 18/05 no Instituto Oswald de Andrade. Rua três Rios, 363-
Bom Retiro-SP 
Apareçam por lá!!
Lista de selecionados
Espaço Aberto de Narração

Dia 15 (quinta-feira), das 16h às 17h

Adilson Matias de França
Ernesto Arrieta
Gilmara Mendes Goulart
Izabel Santos
Jefferson Luis Machado
Juliana Offenbecker
Marinalva Conceição de Souza
Priscilla Amaral
Rosemar Patricia Geiger Porta
William Reis de Oliveira
Dia 16 (sexta-feira), das 16h às 17h
Antenor Aguiar
Eli Neuza Soares da Silva
Izabel Cristina Melo dos Santos
Lieza Neves
Lucila Bonina Teixeira Simões
Mariane Bigio
Maristela Papa da Silva
Roberta Cristina Borges
Sandra Ferrari Radich
Tatiana Felix
Dia 18 (domingo), das 14h às 15h

Edmilson de Avila Rodrigues Júnior
Geneilda Francisca da Silva
Juliana Mado
Luciana Maria Cavicholi Gomes Almeida
Marilei Regina de Souza Barçalobre
Messias  ( Vovô Juca)
Penélope Martins
Priscila Correa Harder
Roberto Lima Ferreira
Rosana de Cássia Paulo Garcia
Rute Beserra
Sônia Jaqueline da Silva Oliveira
Vera L. Perossi dos Santos
Wania Karolis
Yalle Cordeiro Azevedo Feitosa Fernandes 

Fonte da foto acima : https://www.facebook.com/bocadoceu.encontro.internacional?fref=ts

Saibam mas sobre o evento Fonte: https://pt-br.facebook.com/bocadoceu.encontro.internacional

Design by Juliana Garcia